Contabilidade para dentistas autônomos

Contabilidade para dentistas autônomos

Você sabia que com o apoio e assessoria de uma contabilidade para dentistas autônomos é possível pagar menos impostos e aumentar os seus lucros?

Neste conteúdo, você vai conferir tudo o que precisa saber sobre a contabilidade para dentista autônomo, incluindo o passo a passo para abrir o seu consultório ou clínica e informações sobre a tributação para dentistas.

Você atua como dentista e procura o apoio e assessoria de uma contabilidade especializada no seu tipo de negócio?

Acompanhe esse conteúdo até o final, tire suas principais dúvidas ou entre em contato com um contador especialista, clicando em um dos botões abaixo:

[gen_shortcode id=”1146″ title=”Botoes_Contato”]

O que é dentista autônomo?

Dentista autônomo é o profissional com formação em odontologia e registro no CRO Conselho Regional de Odontologia que decide exercer a profissão em seu próprio nome.

Na maioria dos casos, o dentista toma essa decisão acreditando que garantirá uma boa economia no pagamento de impostos ao atuar como pessoa física, ou então, por simples desconhecimento e falta de orientação em relação ao processo para abrir uma consultório ou clínica de odontologia como pessoa jurídica.

Sob o ponto de vista profissional, vale destacar que tanto o dentista autônomo (pessoa física) como também o dentista pessoa jurídica, podem realizar todos os procedimentos para qual possui especialização e registro no CRO, dentre eles:

  • Restaurações;
  • Aplicação de flúor;
  • Tratamentos de canal;
  • Tratamento de bruxismo;
  • Cirurgias;
  • Instalação e manutenção de aparelhos;
  • Implantes dentários;
  • Dentre outros serviços relacionados à odontologia.

Como funciona a tributação do dentista autônomo?

O dentista autônomo, ou seja, aquele que não possui CNPJ, é tributado com base na Tabela do Imposto de Renda Pessoa Física, cuja alíquota pode alcançar até 27,50% dos seus rendimentos, conforme apresentado abaixo:

Base de cálculo (R$) Alíquota (%) Parcela a deduzir (R$)
Até 1.903,98 Isento Isento
De 1.903,99 até 2.826,65 7,50% R$ 142,80
De 2.826,66 até 3.751,05 15% R$ 354,80
De 3.751,06 até 4.664,68 22,50% R$ 636,13
Acima de 4.664,68 27,50% R$ 869,36

Além de contribuir para o Imposto de Renda, como pessoa física, o dentista autônomo também precisa contribuir para o INSS, com alíquota de 20% sobre os seus rendimentos, com o valor limitado ao teto de contribuição da Previdência Social.

Levando em consideração os impostos acima, podemos concluir que a tributação do dentista autônomo é significativamente elevada.

No entanto, a boa notícia é que ao contar com o apoio de uma contabilidade para dentistas autônomos, os profissionais da área podem reduzir significativamente os seus impostos.

Como funciona a tributação do dentista pessoa jurídica?

Profissionais que decidem abrir um CNPJ com o CNAE 8630-5/04 Atividade Odontológica, podem ser tributados com base no Simples Nacional ou no Lucro Presumido.

Destacando-se que em ambos os casos, é possível pagar menos impostos que um dentista que atua como pessoa física, vejamos as opções:

Tributação e contabilidade para dentistas autônomos no Simples Nacional

A tributação para dentistas no Simples Nacional pode ser realizada com base no Anexo III ou no Anexo V, levando em consideração a regra do Fator R.

De acordo com a regra do Fator R, dentistas que possuem despesas com folha de pagamento em percentual igual ou superior a 28% do seu faturamento mensal, são tributados com base no Anexo III.

Por sua vez, dentistas que possuem despesas com folha de pagamento em percentual inferior a 28% do seu faturamento mensal, são tributados com base no Anexo V.

Como benefício para aqueles que possuem despesas com folha de pagamento, o Simples Nacional oferecer alíquotas mais baixas, confira os anexos:

Anexo III do Simples Nacional para dentistas

Faixa Receita em 12 meses Alíquota Valor a deduzir
Até 180.000,00 6,00%
De 180.000,01 a 360.000,00 11,20% R$ 9.360,00
De 360.000,01 a 720.000,00 13,20% R$ 17.640,00
De 720.000,01 a 1.800.000,00 16,00% R$ 35.640,00
De 1.800.000,01 a 3.600.000,00 21,00% R$ 125.640,00
De 3.600.000,01 a 4.800.000,00 33,00% R$ 648.000,00

Anexo V do Simples Nacional para dentistas

Faixa Receita em 12 meses Alíquota Valor a deduzir
Até 180.000,00 15,50%
De 180.000,01 a 360.000,00 18,00% R$ 4.500,00
De 360.000,01 a 720.000,00 19,50% R$ 9.900,00
De 720.000,01 a 1.800.000,00 20,50% R$ 17.100,00
De 1.800.000,01 a 3.600.000,00 23,00% R$ 62.100,00
De 3.600.000,01 a 4.800.000,00 30,50% R$ 540.000,00

Observação Importante: Considerando as deduções previstas nos Anexos do Simples Nacional, o percentual máximo de contribuição para dentistas neste regime é de 19,50%.

Tributação e contabilidade para dentistas autônomos no Lucro Presumido

Por sua vez, como opção ao Simples Nacional, ao contratar uma contabilidade para dentistas autônomos e abrir uma empresa, o profissional poderá optar pelo Lucro Presumido.

No Lucro Presumido a tributação para serviços odontológicos pode variar de 13,33% a 16,33% ao mês, a depender do município de abertura da empresa.

Como abrir um consultório ou clínica de odontologia?

Abrir um consultório ou clínica de odontologia e começar a pagar menos impostos é muito simples, para isso, basta seguir o passo a passo abaixo:

1.Registro do Contrato Social;

2.Emissão do CNPJ;

3.Emissão da Inscrição Municipal e do Alvará de Funcionamento;

4.Emissão da licença da Vigilância Sanitária;

5.Registro no CRO – Conselho Regional de Odontologia.

Deseja abrir um consultório ou clínica de odontologia e garantir economia no pagamento de impostos? 

Conte com a AJMED, sua contabilidade para dentistas autônomos, empresas e outros profissionais de saúde.

Clique em um dos botões abaixo e entre em contato conosco!

[gen_shortcode id=”1146″ title=”Botoes_Contato”]

Classifique nosso post [type]
Recomendado só para você
Como fazer registro de consultório e clínica odontológica no CRO?…
Cresta Posts Box by CP